sala VIP

segunda-feira, 21 de março de 2011

vida de professor

Quando chegamos ao Bairro Catumbi, Floriano (PI), eram contados os casebres encravados nas entranhas daquela região geograficamente não agraciada por belezas naturais. Na época, era quase inóspita a vida naquela área, pois não havia ruas – apenas caminhos estreitos, nem energia elétrica e nem rede de abastecimento de água.

Nas minhas idéias amorfas de criança, tudo parecia eterno, principalmente eu e meus pais. Raramente se ouvia falar em morte de alguém. Quando uma pessoa morria, os parentes dela, em forma de respeito e sentimento, ficavam de luto por, no mínimo, seis meses: vestiam roupas pretas, não freqüentavam festas, não ouviam rádio, etc, etc. A família, nesse período, ficava mais coesa.

Pois bem, na semana passada, aos 81 (oitenta e um) anos, morreu um dos pioneiros moradores do nosso bairro. Deixou, legalmente reconhecidos, cinco filhos e oito filhas. Há poucos dias, em conversa familiar, ele declarou:

- Apenas um dos meus filhos homens prestou!

Os familiares se entreolharam e, pensativos, começaram a avaliar os nomes dos filhos: “Fulano, não é; Cicrano, não pode ser; Beltrano, muito pior (...)” Analisaram todos os nomes e, então, começaram a pressupor que o homem estava a caducar. Resolveram, logo, censurá-lo:

- Qual foi o que prestou, então?

Sem titubear e meio contrariado, respondeu:

- O que morreu ao nascer!!


50 comentários:

Blogadinha disse...

Bem, isso é que é elevar a auto-estima dos seus! Mas convenhamos, se os filhos tiveram necessidade de se olhar entre si para descortinar resposta... o pai lá teria a sua razão! He he

Blogadinha disse...

Bem, isso é que é elevar a auto-estima dos seus! Não obstante, convenhamos na razão ao pai: se os filhos tiveram necessidade de se olhar entre si para descortinar resposta...! Hehe

JAIR FEITOSA disse...

Olá AJRS.

Essa foi boa. Quando ia chegando ao final da crônica pensei que o velho apontaria um filho bastardo como a exceção. Mas aí ele botou pra quebrar e declarou que o tal seria um natimorto.

Citando Renato Russo: "A culpa é de quem, a culpa é de quem?...

Um abraço.

Jair Feitosa.

P.S.: Preciso tomar um viagra para a mente, pois não consigo escrever mais nada. Será macumba? Responda Professor Antonio José. Tem feito alguma especialização em Codó?

Jão disse...

Tipica rigidez nordestina, por tempos achei que isso era coisa de televisão, mais percebi que não.


Abraços José!

Dayse Sene disse...

Feliz pela recuperação do seu filho...feliz por ser sua amiga. um dia lindo. Um carinho.

ONG ALERTA disse...

Que loucura...5 filhos...
Beijo Lisette.

Anne Lieri disse...

Antonio,esse era bem sincero!...rsss...uma excelente história e sempre muito bem contada por vc!Bjs e boa semana!

Parole disse...

A culpa é dele mesmo...rs

Beijo, querido e obrigada pelos comentários sempre carinhosos em meu blog.Gosto muito deles.

Aleatoriamente disse...

Antonio, já conheci pessoas, que pensavam desta forma, e isso dava um nó no tico e teco ( meus neorônios).Rsrsrs
Mas como sempre fui persistente, falava de amor, era minha arma para esse tipo de "rudeza" de alma.
Muito intenso teu texto amigo.

PS:Como está teu filho Antonio? Já está tudo certo com ele.
Querido imagino mesmo a tua correria né?

Beijo
Fernanda

LUCIENE RROQUES disse...

Realmente são belas as paisagens. gosto muito de conhecer, sou apaixonada por fotos de paisagens.
sobre teu texto, parabens mais uma vez. Muito bom.
Saber apreciar as pessoas é algo muito difícil quando temos de conviver com a pessoa em questão. Pois aceitar o outro em suas diferenças é dificilimo, uma vez que passamos a vida toda olhando no espelho diariamente. Quem seria a perfeição para cada um de nós?
É mais fácil dizer que aquele que morreu era boa pessoa. Afinal ele não esta por perto pra provar o contrário.Humanos perfeitos são utopias.
Um abraço.

Jorge Jansen disse...

A sabedoria simplista dos humildes produz pérolas absurdamente raras

Antonio José Rodrigues disse...

BLOGADINHA, moça inteligente, o legal é que a história dos filhos é publica e, sem querer valorizar a filosofia do pai, quiçá ele tenha razão. Beijos


JAIR, acho que o pai descarregou o que sempre pensou, pois ele já andava profetizando o própio final. Não sei se viagra vai resolver o seu problema,mas aceite um conselho: "sem tesão não há solução." Se vc não sabe contar a sua própia história, o problema é aminésia. Visite um genecologista. Abraços


JÃO, ainda tem muitos ranços inacreditáveis. Coisas do tradicional machismo nordestino. Abraços


DAYSE, obrigado. Beijos


LISETTE, tínhamos vizinhos com 22 (vinte e dois filhos). Pensava-se na época que enqanto maior a prole, maior a produção na roça. Pode? Beijos


ANNE, os nordestinos tradicionais não tem papa na língua. Beijos


PAROLE, nem sempre podemos controlar os nossos rebentos. Hoje, a rebeldia é mais forte do que a educação formal. Obrigado por gostar dos meus devaneios em forma de comentários. Beijos


FERNANDA, no Nordeste tradicional é comum esse tipo de comportamento. Pois é, Fernanda, vijei no domingo e, no entanto, na segunda, recebi a notícia que o meu filho estava internado. Joguei tudo pra cima e, na terça, cheguei para acompanhá-lo no hospital. Hoje já foi pro colégio. Obrigado pela interrogação. Beijos


LUCIENE, sua reflexão merece aplausos, no entanto acho que falou em desabafo. Sem comiseração. Beijos


JORGE, não perco o registro. Fico o tempo todo com a parabólica ligada. Abraços

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Bem nordestino, contado por você, um "causo" desses, fica mais nordestino ainda, Antônio. Muito, muito bom!
Beijos!

Iram M. disse...

Vc não acredita Antonio, mas na minha família também tinha dessa: ficar seis meses de luto, vestindo preto e infurnado.
Seu texto me levou ao passado.

Beijo

Aleatoriamente disse...

Olá Antonio, bom dia!
Que bom que teu filhote se recuperou´.
Euzinha peguei uma gripe forte viu? Mas até ontem fui a facul.
Hoje vou ficar quietinha para ver se melhoro rápido, minha garganta está inflamada, foi o que o Dr. falou rsrsr.
Sou mesmo teimosa, a claridade dói meus olhos, acho que por causa da febre. Mas mesmo assim não desito e venho.

Beijo moço e tudo de bom.
Ah e obrigada pelo carinho.

Fernanda

Vivian disse...

Bom dia,Antonio!!

Cada um vivencia a vida de um modo...Não posso supor porque ele tenha dito isso...Mas sempre que isso acontece é porque colocamos nossas expectativas em cima das pessoas...e isso é perda de tempo...afinal cada um é de um jeito.
Belo texto!
Beijos!

Anne Lieri disse...

Antonio,passando para reler sua história e agradecer a gentileza de sua visita!Bjs,

Cantinho She disse...

Ui! Mas não deixou de ser espirituoso, né?!
Obrigada pelo carinho lá no meu Blog Cabra Cega!
Beijo, beijo!
She

Adriana Alencar disse...

Nossa, que pai!!! Acho que se ouvisse do meu não iria chorar muito no enterro, hehehehe.
Abraço,
Adri

Aleatoriamente disse...

Olá Antonio.
Sexta chegou tão cheia de alegria.
E euzinha passando para te deixar um beijo meu amigo.

Fernanda

Anne Lieri disse...

Antonio,passei para agradecer sua visitinha e desejar um bom final de semana!Bjs,

Elcio Tuiribepi disse...

Olá Antônio...esse é daqueles pais que enxergam os filhos como verdadeiramente são...
Pais em geral...mas principalmnte as mães, sofrem desse mal...ou bem...depende do ponto de vista de cada um...
Te aguardo na brincadeira no dia primeiro ok...se puder...é claro
Um abraço na alma...bom fim de semana

REGGINA MOON disse...

ANTONIO,

MUITO BOM O SEU TEXTO, É SURPREENDENTE...ÓTIMA POSTAGEM!!

GRANDE BEIJO!!

REGGINA MOON

"Tenho medo de dizer quem sou: no momento em que tento falar, não exprimo o que sinto, e o que sinto se transforma, lentamente, no que digo." [Clarice Lispector]

Sonhos De Deus disse...

A nossa alegria supera nossa tristeza, nosso consolo supera nossa dor, nossa fé supera nossa dúvida, nossa esperança supera nosso desespero, nosso entusiasmo supera nosso desânimo, nosso sucesso supera nosso fracasso, nossa coragem supera nosso medo, nossa força supera nossa fraqueza, nossa perseverança supera nossa inconstância, nossa paz supera nossa guerra, nossa luz supera nossa escuridão, nossa voz supera nosso silêncio, nossa paciência supera nossa impaciência, nosso descanso supera nosso cansaço, nosso conhecimento supera nossa ignorância, nossa sabedoria supera nossa tolice, nossa vitória supera nossa derrota, nossa ação supera nosso tédio, nosso ganho supera nossa perda, nossa resistência supera nossa fragilidade, nosso sorriso supera nosso choro, nossa gratidão supera nossa ingradidão, nossa riqueza supera nossa pobreza, nosso sonho supera nossa realidade... Nosso amor a Deus, ao próximo, à vida, nos faz superar tudo! (Pr. Edilson Ram)Uma semana de vitórias Deus é com tigo creia! TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR SEGUIR O ENDEREÇO É:http://SNSDEUS.BLOGSPOTFICA COM NOSSO PAPAI já estou te seguindo te encontrei através de uma amiga,post teu comentario vai ser uma benção prs seguidores e visitantes uma semana com muita sorte de benção!!!

Antonio José Rodrigues disse...

LÚCIA, obrigado. Quando a gente vive a história, fica mais fácil de contá-la. Beijos


IRAM, de acordo com o grau de parentesco, o luto era prolongado por até um ano. Beijos


FERNANDA, terminei de chegar ao Maranhão. Meu filho, no Piauí, já está frequentando novamente a escola. Obrigado. Beijos


VIVIAN, é verdade, mas não entrarei no mérito da questão: as pessoas são minhas vizinhas no Piauí e, portanto, poderia causar um mau estar. Obrigado. Beijos


ANNE, obrigado. Beijos


ÉLCIO, concordo. Tentarei fazer uma postagem. Abraços


REGGINA, obrigado. Bela frase da Clarice. Beijos


SONHOS DE DEUS, obrigado pelo texto do Pr. Edilson Ram. Seguir-te-ei, com certeza. No momento estou na net móvel e, portanto, na sua página, não abriu a janela de seguidores. Obrigado. Beijos

Aleatoriamente disse...

Ele sempre vem, chega ler e comenta.
Do seu jeito, mestre e meu amigo querido.
Gosto das passadas cheias de um dizer só dele.
E com seus comentários me tira ou riso, ou um encantamento.
Moço sem meias palavras.
Ela vem e ele fala inteiras e verdadeiras.
Gosto disso.
E afirmativamente digo: é verdade Antonio.
Obrigada querido.
Ao mestre com carinho.

Beijo
Fernanda

Amapola disse...

Boa noite.
Vai ver, eles o haviam decepcionado bastante.

Um abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Estou lhe seguindo.

Parole disse...

Passei apenas para lhe desejar um lindo dia e acabei lendo os outros comentários e adorei o comentário da Vivian... acredito que seja isso mesmo.

Bem, um lindo dia, querido.

bjs

Aleatoriamente disse...

Olá meu querido amigo.
Chegando aqui no teu cantinho, onde sempre encontro algo reflexivo.
O bom disso tudo, é que a gente pode conhecer o costume de outros lugares né?
Um beijo mestre.

Fernanda

Ira Buscacio disse...

Antonio, querido!
Já sentia saudade da sua casa e das boas histórias. Espero que a vida esteja serena.

Não sei, mas que pai teria filhos impresttáveis, não?

Um beijão e linda semana

Sam disse...

Olá meu querido,
Gosto muito das tuas histórias e que retratam bem os costumes, o jeito simples de cada região, de um lugar aqui, outro ali.

Seu senso de humor, sua simpliciadde e emotividade que coloca em teus escritos, me cativam sempre amis.

Abraços, flores e estrelas...

Ana Agarriberri disse...

Bem, certo que ele tinha motivos para dizer isso, não é? Rsrsrs.
O fato é que gosto quando leio aqui, posts leves e descontraídos, parabéns Antônio.

Beejo,beejo.

Antonio José Rodrigues disse...

FERNANDA, obrigado pela presença.Sempre. Beijos


MARIA, também acredito que sim. Beijos


PAROLE, obrigado. Beijos


IRA, fico feliz com o seu retorno. O prestar, Ira, aqui no Nordeste, significa proceder moralmente: ser honesto, respeitar as pessoas, não se entregar ao vício da droga, etc. Beijos e que a paz universal convirja para você


SAM, obrigado pelas generosas palavras. Moça inteligente, volte sempre. Beijos


ANA, obrigado. Sempre. Beijos

Amapola disse...

Bom dia!!!

Um grande abraço.

JAIR FEITOSA disse...

Olá AJRS.

Como é mesmo aquela frase que li na introdução de um livro na tua casa que fala sobre a origem das grandes fortunas. Seria assim? "Por trás de toda grande fortuna... Me lembra aí, vai.

Um abraço.

Jair Feitosa.

LUCIENE RROQUES disse...

LUCIENE, sua reflexão merece aplausos, no entanto acho que falou em desabafo. Sem comiseração. Beijos


Olá. Agradecida pelos aplausos Antônio. Desabafo é palavra de ordem. Embora meus pensamentos sejam ordinários rsrs 08, 18,38... rsrs. É mais uma constatação mesmo. Apenas isto. Com ou sem comiseração, ou auto-comiseração, vejo o que é fato! Vivo para observar. Não tem como negar, o ato de viver é LA SAGESSE!
Aos 08 anos de idade escutava as pessoas dizer: Beltrano morreu! Coitado era um bom homem! Aos 18 anos ouvia dizer: Beltrano nunca valeu nada. Num presta! Beltrano morreu. Coitado! um homem tão bom! Deus o tenha!
Depois de meus trintas, ainda falta 5 anos para concluir, 38, já percebo outra fase! Aos 38 terminarei de concluí-la. Beltrano não presta! Tinha de morrer logo. Beltrano morreu! Que pena, era um bom homem!
Fica ainda no ar até os meus 38. Ele era bom porque "(EU qualquer um))" não quer demonstrar ser mal educado "sou sociável"? Ou porque tem medo de assombração? Ou ainda pelo motivo que ".EU.." acredito ser o maior além da morte de todos? ""SOU"" TÃO PERFEITO QUE ''""SEI"" PERDOAR TODAS AS FALHAS DO despresível Beltrano BELTRANO,( que já merecia mesmo morrer) ELE NÃO VALIA NADA, MAS """O MEU""" TÃO BOM E REFINADO ACABAMENTO COMO SER HUMANO, FEZ ME ser benevolente ao Beltrano, COM MINHA INFINITA PIEDADE, ""DOU"" O VOTO DE CONFIANÇA AO MORTO, AFINAL, MORTO NÃO VAI """""ME""""" QUESTIONAR!Nem ser relexo em ""meu"" espelho.
Depois do espelho! Não teve volta. Branca de Neve foi Asssasssinada!

Um grande abraço!

Adriana Alencar disse...

Vim agradecer a visita e comentário lá no blog e dizer que estou com saudades dos seus posts!
Bom Domingo,
Adri

José María Souza Costa disse...

Eu sempre entendi que a vida de professor, é um colosso. lá no meu Maranhão, os adolescentes, estão pelas ruas de São Luis, em passeatas, pedindo uma oportunidade para estudarem, para irem á Escola. não sei afirmar se isso é normal, em um País, que vive a cantarolar, que o futuro está nas mãos da juventude. De qualquer maneira, estamos assim...e a vida segue " bamboleante" para alguns, sorridentes para muito poucos e cruel ou devassa, para a patuleia. Um abraço, e renovo aqui o meu sentimento de apreço, e respeito para com este ESPAÇO
Abraços

Analuz disse...

Oi, Antônio...

Não deve ter sido fácil para ele dizer isso!

Sempre grata pelos sorrisos que deixas no Luz...

Beijinho iluminado e ótima semana!

Sonhos De Deus disse...

Faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo,vc é uma benção teu blog também, um lindo final de semana com toda sorte de benção!

Aleatoriamente disse...

Olá Antonio, passando para te deixar um beijo e desejar que tenha uma linda terça-feira.

Beijo querido
Fernanda

Parole disse...

Passando para lhe desejar uma linda semana.

Beijos.

Ira Buscacio disse...

ola, meu amigo querido, que vc tenha uma linda semana

Bjão

Rosane Marega disse...

Oie Antonio, que texto lindo e reflexivo e estou feliz tambem por seu filho estar recuperado.
Beijossssssss

Anne Lieri disse...

Antonio,passando para agradecer sua gentil visita e desejar uma boa semana!Bjs,

Antonio José Rodrigues disse...

LUCIENE, um adágio popular diz: "Quer ser bom, morra!" Também penso assim. Os paradigmas sociais são muito flutuantes e cheios de remendos, não são fixos. O que foi moral, hoje é permitido e vice-versa. Beijos


ADRIANA, alguns problemas particulares estão bloqueando o meu tempo de escrever. Voltarei em breve. Beijos


JOSÉ, trabalho no IFMA e gosto de ser educador. Penso que individualmente as pessoas estão menos desenvolvidas, mas coletivamente mais inteligentes. Abraços


JOELMA, obrigado. Beijos


VALQUIRIA, obrigado. Paz e harmonia para todos nós. Beijos


FERNANDA, obrigado. Que a sua inteligência continue iluminando os seus textos. Beijos


PAROLE, obrigado. Uma semana de harmonia para vc também. Beijos


IRA, estava com saudades. Beijos


ROSANE, obrigado pela delicadeza das palavras. Beijos


ANNE, obrigado. Beijos

REGGINA MOON disse...

Antonio,

Passando em visita para agradecer seu comentário e desejar uma ótima tarde!!

Grande beijo!

Reggina Moon

Elcio Tuiribepi disse...

Olá amigo...obrigado pela presença lá no Verseiro...
Um abraço amigo...

valeria soares disse...

Prazer em conhecê-lo! Gostei muito do seu blog e já estou seguindo.

Adorei o texto.

Abraços.

Aleatoriamente disse...

Antonio querido, Feliz Páscoa.

Beijinho.
Fernanda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...