sala VIP

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A poetisa multifaces



Despretensiosamente navegando pela internet, acessei um blog. Li, gostei, passei a segui-lo e comentei. No dia seguinte, a autora acessou a minha página, leu, não sei se gostou, seguiu-me e comentou. Iniciava-se uma permuta de comentários. Ganhei uma intelectual, elegante verbalmente e fiel leitora - um dos orgulhos do blog. Pena que a nossa interação seja apenas virtual, pois gostaria de, pessoalmente, conhecê-la.
Iracema, de José de Alencar, índia dos lábios de mel, nativa da tribo dos tabajaras, filha de Araquém, velho pagé, era uma espécie de vestal por guardar o segredo da jurema, bebida mágica utilizada nos rituais religiosos. Na história que hoje conto não tem Martim Soares Moreno, Poti, Irapuã, Caubi e Jacaúna, mas tem, como no romance, muita sensibilidade e fibra poética. Refiro-me a Ira Buscacio, ou melhor, Iracema Buscacio, do blog Faces do Poeta, que é a aniversariante do dia. Ela escreve poemas com uma lógica vocabular ferina, rasgou o vestal há muito tempo, guerreira da tribo carioca, destemida, usa verbos afiados e letais, luta pelas causas sociais; não guarda segredo da jurema, mas o seu ritual poético provoca alucinações nos leitores.

Quando cursava engenharia mecânica, na UFPB, Ira(cema), publiquei, no Correio das Artes, este poema, que hoje lhe DEDICO:


Menina-moça
Não uso camisinha
no meu coito poético:
tira a sensibilidade dos versos.
A poesia virgem e inocente
requebra-se afrodisiacamente
entre as quatro paredes
do meu quarto agressivo
(motel de terceira classe),
despertando o meu instinto
animalesco e afável.
Amarrotamo-nos.
Lambuzamo-nos. Não assumo.
Depois, visto a poesia
(completamente saciada)
com uma gramática
bem curtinha... curtinha
(mostrando o fundo do verbo
e as frases roliças)
e ponho-a no olho da rua.



Para que a nossa amizade não fique tão digitalmente gelada, guerreira, feche os olhos, aceite e sinta



um beijo de ternura nos lábios de mel



FELIZ ANIVERSÁRIO, POETISA

45 comentários:

Ira Buscacio disse...

Antonio, querido,
Detesto parecer piegas, mas fiquei desmontada com sua homenagem, nem sei se mereço tanto.
Como se diz aqui no Rio... To chocada!
Sinto-me mt feliz por ter encontrado pessoas tão especiais na blogosfera e vc, meu querido, sem sombra de dúvidas é um deles.
Seria perfeito se pudessemos reunir, ao vivo, todas essas pessoas maravilhosas que fazem parte dos nossos dias, mas esse nosso Brasil é imenso.
Eu já me sinto uma mulher de sorte, pq mesmo sendo uma convivência virtual, toda essa energia atravessa as fronteiras e nos toca a alma profundamente. É assim que sinto.
De coração, muito obrigada, por seu carinho, por ler minhas loucuras e por sua amizade, tão querida.
Olha, eu sou uma apaixonada por flores, por isso tenho 2 orquídeas e 1 flor de lótus no braço e vc acertou em cheio. Obrigada pelas flores.
Bjão

Franck disse...

Vc arrasou na homenagem a Ira, que acho inteligente e de textos que sempre tocam na nossa sensibilidade!
Abçs*

Aleatoriamente disse...

Gostei da narrativa Antonio.
E o poema é muito interessante.
Parabéns a aniversariante.
Você é uma pessoa muito legal.

Beijo moço.
Fernanda.

Jão disse...

Bela homenagem, José, com certeza muito merecida.


Abraços!

Iram M. disse...

Que linda A HOMENAGEM.
A Ira merece. Eu tambem sou fã dela, ta!
ADORO O QUE ELA ESCREVE. ACHO SUPER PESSOAL.
Parabens!Vc é perfeito cavalheiro.

Beijos

Poeta Renato Douglas disse...

Adorei seu blog, Faça uma visita e seja membro de nosso blog, você é nosso convidado especial http://poetarenatodouglas.blogspot.com/

Abraços

Tami disse...

Que homenagem linda!!!
Parabéns por ser tão especial.
Te adoro menino.

REGGINA MOON disse...

Antonio,

Bela homenagem...já tive a oportunidade de conhecer o Blog dela e gostei muito...

Bela postagem!

Grande beijo e boa semana!!

Reggina Moon

Antonio José Rodrigues disse...

IRA, o Brasil é do tamanho dos nossos sonhos. Romper fronteiras, linhas imaginárias, e aquecer a alma de alguém, à distância, é a prova sentimentos sinceros. Não acho que vc escreve loucuras, mas verdades instigantes. Beijos


FRANK, eu a vejo assim também. Obrigado. Abraços


FERNANDA, obrigado pelas palavras sempre de incentivo. Beijos


JÃO, obrigado. Vc precisa, rapaz, visitá-la. Abraços


IRAM, muito obrigado. Ela diz que escreve loucuras, eu leio poesias inteligentes. Beijos


RENATO, visita-lo-ei. Abraços


TAMI, obrigado pelo carinho. Beijos


REGGINA, obrigado. A Ira é poesia. Beijos

Parole disse...

As pessoas que nos marcam de um jeito bom, merecem todas as nossas homenagens.

Beijo, querido e ótima semana.

Anne Lieri disse...

Antonio,que beleza de homenagem!Vc escreve como ninguém!Vou correndo ver o blog da Ira!Bjs,

Cristal de uma mulher disse...

Uma homenagem deslumbrante a quem merece teu carinho e adimiração..Lindas letras meu amigo.

Um carinho no coração

Aleatoriamente disse...

Antonio,
passei para te deixar um beijo.

Com carinho
Fernanda

Elaine Castro. disse...

Nossa Antônio, simplesmente arrebatador!!! Intensa, marcante essa sua homenagem e a poesia, cheia de metáforas coloca para fora um lado de você em que eu não conhecia, gostei muito mesmo.

Abraçosssss.

Elaine Castro. disse...

PS.: Olha eu sou persistente, rsrsrsrsr, custo a conseguir postar por aqui, será que seu blog está "de mau de mim"? Mas eu continuo tentando e de vez em quando consigo.

Beijos.

Lepidóptero disse...

Escreves com sangue! Passarei a segui-lo. Quem sabe, fazes outra homenagem deste pobre Lepidoptero...
Abraco!

Ira Buscacio disse...

Antonio, meu querido,
Ainda arrebatada pelo encantoo da homenagem, eu voltei pra te agradecer mais um carinho.
Sua presença no Faces já não é mais visita, pq vc é de casa.
Bjão e boa quarta

Antonio José Rodrigues disse...

PAROLE, verdade. Beijos


ANNE, obrigado por evidenciar o meu jeito tropical de escrever. Beijos


CRISTAL, obrigado. Beijos


FERNANDA, muito obrigado. Beijos


ELAINE, sou amante incondicional da poesia. Obrigado pela persistência. Beijos


LEPIDÓPTERO, estive lendo as suas histórias. Abraços brasileiros

LUCIENE RROQUES disse...

Com toda certeza,faço minhas suas palavras; muitos esqueceram das flores, e infelismente sementes são lançadas a sorte! Gostei da forma como escreveu o cometário lá. Nem todo mundo tem a sensibilidade necessária, para as causas sociais. Parabéns pela amiga poetisa.vida longa em poesias a ela, a todos! Afinal o que é a vida sem os sentimentos?
Um abraço

Laís Araújo disse...

Olá! Sabes amo como vc escreve de forma inteligente e apaixonado! Alias amei o homenagem,citar iracema lábios de mel,foi muito bom!

Abraços

Aleatoriamente disse...

Antonio,
Vim te agradecer as palavras de carinho.
Obrigada!
Teu gesto é muito nobre. Acarinhar um amigo é ter simplicidade , virtude grandiosa e bela.

Beijo
Fernanda

Elcio Tuiribepi disse...

Olá amigo...gostei da homenagem, mas admirei o poema sobremaneira...rsrs...muito bom o jeito e a forma como brincaste a sério com as palavras...
Um abraço na alma poeta...

REGGINA MOON disse...

Antonio,

Passando para te desejar um lindo e abençoado final de semana!!

Beijos,

Reggina Moon

José María Souza Costa disse...

Antonio, eu tenho apenas isto para escrever em seu blogue neste momento:
- Como você é elegante. Parabens.

Antonio José Rodrigues disse...

LCIENE, estamos pisando nas flores e, portanto, cultivando espinhos. Beijos


LAÍS, obrigado pelo inteligente. Beijos


FERNANDA, obrigado. A nobreza aqui é sua. Beijos


ELCIO, obrigado pelo título. Abraços


REGGINA, obrigado pela lembrança. Um ótimo fim de semana para vc. Beijos


JOSE, obrigado. Tento manter a forma tradicional de cativar. Abraços

ONG ALERTA disse...

Linda homenagem...
Abraço Lisette.

Aleatoriamente disse...

Olá Antonio.
Vim agradecer a visita querido.
Desejo-te uma linda semana.

Beijo.
Fernanda

Analuz disse...

A Ira é brilhante...

Lindíssima homenagem, poeta!

Beijinho de Luz e ótima semana!

REGGINA MOON disse...

Antonio,

Passando para te desejar uma ótima semana!!

Beijos!

Reggina Moon

Anne Lieri disse...

Antonio,passando para lhe desejar uma ótima semana!Bjs,

Dayse Sene disse...

Linda homenagem...linda poesia.Uma poesia " sem camisinha", mas vestida de sensualidade e desejo.
Amei.
Te conheci, digo, te vi no blog de uma das pessoas que mais adoro nessa blogosfera, o Jão ( meu amigo querido), e sem quer nem por que, deu-me vontade de conhecê-lo...e veja o que eu encontro...Uma linda homenagem e uma poesia maravilhosa: feminina, sensual e deliciosamente perfeita.
Um lindo dia.
Abraços.

Antonio José Rodrigues disse...

LISETTE, obrigado. Beijos


JOELMA, sou apaixonado pelos textos dela. Beijos


REGGINA, muito obrigado. Uma semana, ou melhor, uma vida positiva para vc. Beijos


ANNE, obrigado. Realizações mil. Beijos

Sam disse...

Meu querido,

Voltando aos poucos depois de uma fase dificl.

E como é bom se sentir em casa, na casa dos amigos.

Bela homenagem.
E os versos, não poderiam ser mais belos!

Linda Terça.

Abraços, flores e estrelas... da mulher branca! rs

Aleatoriamente disse...

Antonio querido.
Vim te agradecer a visita..
Deixo um beijo com carinho.

Fernanda

Iram M. disse...

Antonio,
venho aqui todo dia e vc nao abre a porta pra mim. O que andas a fazer que nao posta mais?
Saudade!

Anne Lieri disse...

Antonio,passando para agradecer sua gentil visita e tb por ter adquirido meu livro.Espero que seu filho de 11 anos goste.Eu falei com algumas crianças desta idade e escrevi o segundo Lenita,a menina voadora baseada nas ideias delas,que querem mais detalhes,um livro mais longo,pois é mesmo para crianças menores.O segundo está ilustrando e terá mais detalhes!Obrigada!Bjs,

Anne Lieri disse...

Antonio,voltei!Acabei de ler o comentário de seu filho sobre meu livro e morri de rir!Ele faz um resumo da história em sua própria linguagem e eu fiquei muito envaidecida e feliz porque ele gostou do conto!Obrigada por esse presente!Eu salvei e até queria postar no meu blog,mas se vc não deixar,eu entendo!Me avise,se puder!Obrigada e mande um beijo da menina voadora para seu filho!

Parole disse...

Grata pela visita, Antonio.

Um beijo e ótimo dia.

Anne Lieri disse...

Antonio,obrigadão!Minha homenagem da semana que vem será para o Jones!Bjs,

Antonio José Rodrigues disse...

SAM, a casa sempre esteve de portas abertas. Beijos


FERNANDA, obrigado. Beijos


IRAM, estou meio ocupado tentanndo resolver problemas de um casamento que fracassou a quase três anos. Retornarei em breve. Beijos


PAROLE, obrigado. Beijos


ANNE, ainda bem que temos adultos, como vc, com alma de criança. Você ver o mundo de uma ótica muito pura, portanto gosto dos seus textos. Beijos

José María Souza Costa disse...

Hoje, voce passou pelo meu blogue, e enalteceu aquele espaço com um comentário.
Estamos gratos.
Abraços

Anna Amorim disse...

Antonio,

Adorei tua poética erótica.
O texto da homenagem reúne sensibilidade e inteligência.

Parabéns a vc e a Ira!

Beijos,

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Há dias, tentei escrever aqui e travou. Hoje, acho que vai.
Um "QUE LINDO!" pelo que vc escreveu para a Ira e pela poeta que ela é.
Agradeço, aqui e agora, sua adesão à minha CADEIRINHA e pelo que escreveu para mim. Venha sempre!
Beijos!

Jasanf disse...

Amei a homenagem que você fez para Ira, cuja escrita é perfeita, coesa e brilhante. Sua analogia com Iracema, a Virgem dos Lábios de Mel foi magnífica. Parabéns pelo emprego e o designer de palavras bem empregadas.

Luiz Alfredo Nunes de Melo disse...

Com um poema assim
faz qualquer abelha rainha
perder o angulo do hexagono
as andorinhas o verão
a poeta a respiração
belo poema nascido das entranhas
tecido como teias de aranhas
com pura inspiração
não deixe nunca de tecer estes
versos advindos da vontade pura
eles emprenham nosso ser
faz pensar até que o amor existe
nos faz entrar em ebolição
queria escrever um desses
para uma aniversariante dessa.

Luiz Alfredo - poeta

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...